Yquara Termas

O Yquara Termas Hotel localiza-se no município de Cachoeira Dourada, Minas Gerais, à margem esquerda da represa do rio Paranaíba, na divisa entre os estados de Minas Gerais e Goiás, e tem em seu subsolo o Aquífero Guarani, um dos maiores do mundo!!!
As fontes termais e minerais do Yquara apresentam valores médios de 9 a 10 gramas de sais por litro de água. É muito sal!!! Em comparação temos em média 100 vezes maior quantidade de sais do que as águas minerais normalmente utilizadas para envase e, consequentemente, para consumo humano. A água do mar tem em média 35g/L contra 10g/L das águas do Yquara, perdemos para o mar, mas 10g/L é mesmo muito sal!!
O Yquara oferece 7 piscinas de águas correntes, quentes e salgadas. Nossa água é mesmo especial: mineral alcalino-bicarbonatada, alcalino-terrosa, sulfatada, cloretada, fluoretada, litinada; sulfurosa e meso termal na fonte com temperatura média de 39ºC.
A hotelaria com apenas 16 apartamentos, com ar condicionado, frigobar, TV com canais por assinatura, interfone e wi-fi, proporciona conforto e tranquilidade.
Além de seu grande paisagismo, o hotel conta com vários atrativos: duchas e cascatas, aparelhos de ginástica ao ar livre, capela, copa do bebê, sala de estar com TV, salão de jogos, quiosque, trilha, bar e restaurante, internet wireless e estacionamento gratuito.

A História do Yquara

Na fonética tupi, Yquara remete a água, fonte de água e nada mais significativo que – buraco d’água – afinal bem real, já que toda água mineral quente e salgada advém de poços artificiais e profundos, alcançando 500 metros no interior da mãe Terra.
Aos 48 anos de idade e com muita vontade de viver, o Sr. Francisco Moya Neto adquiriu, na década de 90 do século passado, uns lotes na prainha de Cachoeira Dourada e teve a ideia de compartilhar tanta beleza e inspiração com hóspedes, amigos e familiares.

Ao saber que em Cachoeira Dourada, cidade homônima, no estado vizinho Goiás, havia um poço de água quente e salgada não parou mais de idealizar seu sonho. Com empreendorismo nato, fez o Yquara, começou pelos poços artesianos, implantou o paisagismo, passou pelas edificações e concluiu sozinho 16 apartamentos, restaurante, piscinas e um receptivo de que é igual ao seu jeito de ser. Hoje, com 75 anos, convive com funcionários, familiares, amigos e hóspedes, com simplicidade, não se nega a contar a idealização de seu projeto com detalhes. Na companhia de sua esposa, dona Dirce, sempre faz terapia hidrotermal nas piscinas do hotel em busca da paz e da tranquilidade.

 

Endereço